Teorias e Fotografias
Aqui não se passa nada, mas podem entrar e ficar à vontade.
14 de Maio de 2008

A Ramo de Cheiros reservou-me um mimo, que eu muito agradeço, e para falar dele fez um texto sobre a amizade deveras interessante, eu tenho uma opinião em relação à amizade um pouco idêntica à dela, também eu costuno dizer que amigos, tenho poucos mas bons. Mas depois, repensando as coisas, acredito que a amizade pode estar um pouco por todo o lado, a amizade também pode manifestar-se através de pessoas que não são propriamente nossas amigas, pode manifestar-se através de pessoas que não conhecemos bem, mas que em determinada altura e por qualquer situação menos boa na vida nos transmitem segurança, nos apoiam e não querem nada em troca. Assim no mundo virtual que é a blogosfera também pode surgir amizade.

Mais uma vez obrigada pelo mimo, e obrigada a todos os que me visitam e que eu não conheço, mas que gostam dos meus textos e que vão regressando para os ler.

Não vou passar o mimo a ninguém, mas convido todos os que me lêem para que escrevam sobre a amizade, é uma coisa preciosa e muito importante para termos uma vida melhor.

Triste aquele que não tem amigos e que não acredita na amizade!

 

Amizade

 

 

publicado por Moira às 23:00 link do post
sinto-me:
14 de Maio de 2008

Ontem falei do Ziggy, hoje apresento-vos o resto da família:

Aqui todas as meninas da casa na hora da papinha:

 

 

A Betty Rose é a sobrevivente do aquário, ao fim de uns meses de estar comigo, foi literalmente comida pelos outros, quando cheguei a casa, à noite, não tinha praticamente barbatanas, só tinha as duas laterais, achei que ia morrer, mas foi uma lutadora, esteve de quarentena noutro aquário, quase uma semana sem comer e sem conseguir recuperar o equílibrio, reaprendeu a nadar, recomeçou a comer e hoje é assim:

 

Batty Rose 

Esta é a Betty Blue, a par com a Betty Rose são duas Bettas Fêmeas bastante grandes: 

 Betty Blue

Esta é a menina do aquário, a mais novinha de todas e a mais mázinha, por isso  tem o nome de Piranhinha. Quando era pequenina dava cabo das barbatanas de todos os peixes do aquário, ferrava-lhes as dentolas na cauda e ia assim à boleia, num instante começaram a andar todos esfarrapados:

Este não é nenhum peixe betta, mas é o mais irrequieto do aquário, é um Cori, e chama-se Barbitas, e parece-me que está doentinho pois tem a barriguita inchada: 

 

Cori 

Bom os únicos que ficaram por fotografar, são os Ticos e os Tecos, porque não se deixaram ver, são os limpa-vidros, mas acho que degeneraram, não limpam vidros nenhuns e andam sempre fora da vista.

publicado por Moira às 22:14 link do post
tags:
pesquisar neste blog
 
Maio 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
17
18
22
23
24
25
29
30
31
Translator

Read the Printed Word!
subscrever feeds
blogs SAPO