Teorias e Fotografias
Aqui não se passa nada, mas podem entrar e ficar à vontade.
13 de Junho de 2011

As manas Cláudia e Isabel responderam a um desafio da Cenourita, eu nem costumo gostar de desafios em cadeia e verdade seja dita elas também não me desafiaram, mas ele há desafios e desafios e este achei que era giro, por isso trouxe-o comigo, se alguém estiver interessado em participar pode levar e responder, mas digam qualquer coisinha por aqui que eu sou muito curiosa quanto a gostos literários.


1. Existe um livro que leias e releias várias vezes?

Sim, Já li mais que uma vez "A Cidade e as Serras", de Eça de Queirós.  E vezes sem conta as poesias de Eugénio de Andrade.

2. Existe algum livro que começaste a ler, paraste, recomeçaste, tentaste e tentaste e nunca conseguiste ler até ao fim?
Aconteceu-me com a obra de Júlio Dinis, ainda na adolescência e nunca mais tentei. Recentemente aconteceu-me com o livro "Comer Orar Amar" de Elizabeth Gilbert

3. Se escolhesses um livro para o resto da tua vida, qual seria ele?
Sem dúvida "A Aventura das Línguas do Ocidente - a sua origem, a sua história, a sua geografia" de Henriette Walter, um livro que consulto vezes sem conta e que é livro de cabeceira há anos.

4. Que livro gostarias de ter lido mas que por algum motivo nunca leste?
"Guerra e Paz" de Leon Tolstoi, mas ainda hei-de ler.


5. Que livro cuja "cena final" jamais conseguiste esquecer?
Uma cena sobre o naufrágio do Sepúlveda, na História Trágico-marítima, não é a cena final, é um conto inteiro, devo ter lido pelos meus 12 ou 13 anos e nunca mais me esqueci, pelo dramatismo a ele inerente.

6. Tinhas o hábito de ler quando eras criança? Se lias, qual o tipo de leitura?
Leio desde que me lembro de mim como pessoa, a leitura sempre foi um hábito enraízado na família e por isso não se perdeu.
Li as histórias dos Irmãos Grimm, as Fábulas de La Fontaine e outros como A Cabana do Pai Tomás, Robison Crusoé e Histórias de Piratas e Corsários entre outros.

7. Qual o livro que achaste chato mas ainda assim leste até ao fim? Porquê?
Quando acho que um livro é chato, espreito umas páginas mais à frente, se continuar chato não me sinto obrigada a ler, ainda que os outros digam que é uma obra extraordinária.

8. Indica alguns dos teus livros preferidos.
Não esquecendo a maioria dos livros de culinária que me acompanham sempre, eis alguns dos meus preferidos.
Os autores portugueses:
"A Cidade e as Serras", de Eça de Queirós
"A Sala das Perguntas" de Fernando Campos
"O Cemitério de Pianos" de José Luís Peixoto
"Navegador Solitário" de João Aguiar
A obra completa de Eugénio de Andrade
Os autores estrangeiros:
"Siddhartha" de  Herman Hesse

"Como Água para Chocolate" de Laura Esquível

"Cem Anos de Solidão" e "Amor nos Tempos de Cólera" de Gabriel Garcia Marquez
"O Carteiro de Pablo Neruda" de António Skármeta
"Vinho Mágico" de Joanne Harris
"A Sombra do Vento" e "Marina" de Carlos Ruiz Zafón

9. Que livro estás a ler neste momento?
"Jesusalém" de Mia Couto

publicado por Moira às 20:03 link do post
Olá Moira,
Não conhecia este teu espaço, já dei uma espreitadela e gostei muito. Parabéns!

Fiquei muito contente com a tua participação no Desafio Literário e é gratificante encontrar pessoas com gostos parecidos e alguns até iguais. Ao ler este teu post, lembrei-me de livros que adoro e que nem sequer mencionei. "Como Água para Chocolate", "A Cidade e as Serras" e "Vinho Mágico". Siddhartha é para mim uma espécie de Biblía :)

Adorei a tua participação!

Beijocas e boas leituras***
Cenourita a 13 de Junho de 2011 às 22:56
Olá Cenourita,
Este é uma espécie de espaço secreto que raramente divulgo e que fica longe das luzes da ribalta, são coisas que não encaixam no Tertúlia mas que eu gosto, não o faço para partilhar mas para guardar para mim como se de um diário se tratasse. Escrevo por aqui quando me apetece e o que me dá na gana, sem a preocupação se vou agradar ou não a quem me lê.
Quando vi o desafio fiquei logo com vontade de responder, a leitura mexe comigo e os livros são bens preciosos que guardo com enorme carinho. Achei muito engraçado perceber como tínhamos gostos em comum, e como as leituras de uns, levam à leitura de outros. Tens razão quanto ao Siddharta, acho que é um livro que marca quem o lê e que nos põe a pensar. A lista de preferências é longa e ficaram tantos pelo caminho, estou a lembrar-me por exemplo de praticamente toda a obra de Isabel Allende entre outros.
Beijocas
Moira a 13 de Junho de 2011 às 23:43
Olá Moira. Fiquei contente por teres entrado no desafio. Eu não costumo passar particularmente a ninguém, pq de um modo geral costumo achar os tais desafios um bocado "secantes", e às vezes há alguns que não apetece mesmo nada :)) Mas é o que tu dizes, há desafios e desafios, e tb achei este muito interessante, aliás já disse à Cenourita q foi mto engraçado recordar aquelas idas à biblioteca qdo era miúda.
Agora em relação aos livros, sabes que entretanto já me lembrei de mais alguns inesquecíveis, como o "Sinais de Fogo", do Jorge de Sena. E agora ao ler o teu, recordei "A Cidade e as Serras", de que tb gosto tanto, e "O Carteiro de Pablo Neruda", apesar de que neste caso, foi das raras vezes em que ainda gostei mais do filme do que do livro.
E o "Guerra e Paz", comecei e não acabei... assim como o Anna Karenina...
Valeu a pena esta partilha, aqui está um desafio agradável e proveitoso. :)
bjs
Cláudia a 13 de Junho de 2011 às 23:10
Olá Cláudia,
É isso, há desafios que não interessam a ninguém, outros no entanto mexem connosco, foi o que aconteceu com este.
Nunca li Jorge de Sena, parece-me que vou ter que tratar do assunto. Do carteiro o filme é emocionante talvez por isso pareça melhor que o livro, mas é uma coisa rara de acontecer, estou a lembrar-me da Casa dos Espiritos, do ensaio sobre a cegueira e do Chocolate. Tudo filmes que ficam aquém da obra.
Também me estou a lembrar do Comer Orar Amar, em que livro e filme estão equivalentes, não acabei de ler o livro e o filme pareceu-me uma porcaria, no entanto há quem tenha adorado o livro. Na literatura como na vida é tudo uma questão de gosto.
Gostei muito de participar e de saber como os nossos gostos de cruzam nas obra que lemos e que gostamos. E com tanto livro esqueci-me de todos os da Isabel Allende que gosto tanto e também da poesia de Pablo Neruda, de Sophia de Mello Breyner, de Bocage que tem coisas lindissimas. Isto da literatura dá pano para mangas :)
Beijinho e boa semana
Moira a 13 de Junho de 2011 às 23:53
Olá Moira,
desconhecia este teu blog!
Quanto aos livros é tão bom lê-los e falar deles, não é?
Eça também é para mim um autor de eleição. Num estilo completamente diferente, também gosto muito de Joanne Harris, mas nunca li o "Vinho Mágico". Em relação a "Comer, Orar, Amar" não perdeste grande coisa :)
Adorei o blog e o post.
Bjs
Isabel a 14 de Junho de 2011 às 16:59
Olá Isabel,
Este é o meu blog quase secreto, que praticamente não divulgo e onde ponho tudo o que não tem a ver com a culinária.
Como já disse a elas, achei o desafio muito interessante, afinal tudo o que tem a ver com livros e troca de experiências literárias é interessante. Da Joanne Harris só li dois livros, o Chocolate e o Vinho Mágico, gostei de ambos, mas o Vinho mágico vale pela originalidade da história. Num destes dias temos que fazer uma coisa idêntica para filmes ;)
Bjs e boa semana
Moira a 14 de Junho de 2011 às 17:27
pesquisar neste blog
 
Junho 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
16
17
18
19
20
21
22
23
25
26
28
29
30
Translator

Read the Printed Word!
blogs SAPO